ANÁLISE DE PAYBACK

A melhoria do rendimento energético de uma instalação pressupõe um investimento financeiro em novas tecnologias, que irão a par da introdução de boas práticas e comportamentos socialmente responsáveis, para induzir uma poupança no consumo de energia. A poupança gerada mensalmente servirá para amortizar o investimento efetuado, obtendo-se assim o ponto de equilíbrio (breakeven) que determina o momento de retorno total do investimento.

O payback, ou período de retorno do investimento, é uma das métricas principais, à luz da qual as entidades tomam decisões quanto aos seus investimentos. Na Arquiled prestamos consultoria e executamos estudos de retorno de investimento.

Para o cálculo do payback de projetos de iluminação é necessário considerar os seguintes parâmetros:

Dados de Partida

[EKWh]      Custo da Energia (KWh)

[i]            Taxa de inflação anual (%)

[T]           Matriz de funcionamento anual (horas/ano)

Sistema de iluminação existente

Custo anual do consumo energético [E1]

Custo anual operacional (mão de obra + material) [OP1]

Novo sistema de iluminação

[E2]     Custo anual do consumo energético

[I0]      Investimento (luminárias + custo de instalação)

 

Num projeto de eficiência energética em iluminação, verifica-se sempre que [E2] < [E1] e [OP2] < [OP1], sendo esta poupança recorrente que vai determinar a “velocidade” do payback do projeto.

Qualquer projeto de investimento deve ser analisado numa ótica financeira, utilizando-se os parâmetros:

Payback

Período de recuperação do investimento. Deve ser tão curto quanto possível. Ocorre quando:

VAL (Valor Atualizado Líquido)

O VAL é o valor presente de um projeto, calculado a partir dos fluxos de caixa futuros envolvidos no projeto:

CFj = cash flow do ano j

t = taxa de desconto

 

Dado que a inflação tende a desvalorizar o valor do dinheiro, 1€ hoje valerá mais do que o mesmo 1€ no futuro, assim, é necessário proceder à atualização dos fluxos futuros, à taxa de desconto igual à inflação.

Considere-se o seguinte exemplo, baseado num caso real de substituição de luminárias de Vapor de Sódio de avenidas e ruas principais de uma cidade por luminárias LED. Análise efetuada para um período de 10 anos.

breakeven point

A análise efetuada demonstra a elevada viabilidade económica do projeto, cujo retorno do investimento pode ainda ser substancialmente melhorado através da introdução de sistemas inteligentes de regulação de fluxo.

Quando existem restrições orçamentais, ou de capacidade de investimento, os municípios podem optar pela contratação do serviço de uma ESE (Empresa de Serviços Energéticos), que assume a responsabilidade integral do investimento e é remunerada pela poupança energética gerada, ou remodelar o sistema de iluminação faseadamente, em conformidade com a sua capacidade de investimento.

CÁLCULO DO RETORNO DO INVESTIMENTO

Para o cálculo do payback de projetos de iluminação é necessário considerar os seguintes parâmetros:

Dados de Partida

[EKWh]      Custo da Energia (KWh)

[i]            Taxa de inflação anual (%)

[T]           Matriz de funcionamento anual (horas/ano)

Sistema de iluminação existente

Custo anual do consumo energético [E1]

Custo anual operacional (mão de obra + material) [OP1]

Novo sistema de iluminação

[E2]     Custo anual do consumo energético

[I0]      Investimento (luminárias + custo de instalação)

 

Num projeto de eficiência energética em iluminação, verifica-se sempre que [E2] < [E1] e [OP2] < [OP1], sendo esta poupança recorrente que vai determinar a “velocidade” do payback do projeto.

Qualquer projeto de investimento deve ser analisado numa ótica financeira, utilizando-se os parâmetros:

Payback

Período de recuperação do investimento. Deve ser tão curto quanto possível. Ocorre quando:

VAL (Valor Atualizado Líquido)

O VAL é o valor presente de um projeto, calculado a partir dos fluxos de caixa futuros envolvidos no projeto:

CFj = cash flow do ano j

t = taxa de desconto

 

Dado que a inflação tende a desvalorizar o valor do dinheiro, 1€ hoje valerá mais do que o mesmo 1€ no futuro, assim, é necessário proceder à atualização dos fluxos futuros, à taxa de desconto igual à inflação.

EXEMPLO PRÁTICO

Considere-se o seguinte exemplo, baseado num caso real de substituição de luminárias de Vapor de Sódio de avenidas e ruas principais de uma cidade por luminárias LED. Análise efetuada para um período de 10 anos.

breakeven point

CONCLUSÃO

A análise efetuada demonstra a elevada viabilidade económica do projeto, cujo retorno do investimento pode ainda ser substancialmente melhorado através da introdução de sistemas inteligentes de regulação de fluxo.

Quando existem restrições orçamentais, ou de capacidade de investimento, os municípios podem optar pela contratação do serviço de uma ESE (Empresa de Serviços Energéticos), que assume a responsabilidade integral do investimento e é remunerada pela poupança energética gerada, ou remodelar o sistema de iluminação faseadamente, em conformidade com a sua capacidade de investimento.

BENEFÍCIOS

Capacidade Técnica

Colocamos todo o nosso know-how ao serviço dos nossos clientes, no desenho da solução de iluminação que melhor serve os objetivos de projeto e restrições orçamentais.

Soluções Sustentáveis e Eficientes

Garantimos a sustentabilidade técnica, económica e ambiental dos sistemas propostos. Todas as soluções são baseadas em tecnologia LED, garantindo a maior longevidade e redução de manutenção e consumo energético.

Rápido Retorno do Investimento - Payback

Somos nativos da tecnologia LED e por isso temos uma longa experiência no desenho de soluções com rápido retorno do investimento, proveniente das poupanças energéticas geradas. Garantimos retornos do investimento compatíveis com os ciclos de investimento dos clientes, apresentando em muitos casos payback inferior a 1 ano.

A nossa experiência

Desenhamos, projetamos e fabricamos as nossas luminárias a par de software de gestão de infraestruturas de iluminação pública, que permite aos municípios gerir de forma eficiente o funcionamento das suas luminárias e maximizar a poupança energética introduzida pela tecnologia LED. Somos pioneiros na implementação de cidades inteligentes, tendo sido escolhidos para o desenvolvimento da primeira smart city portuguesa.

TESTEMUNHOS

OUTROS SERVIÇOS ARQUILED